Carla Pinheiro e os seus mapas da liberdade

Tons modernistas de cores vivas enchem as telas, linhas quase surrealistas delineiam a ausência do processo mental. Carla Pinheiro usa a cianotipia – Blueprint – para criar um mapa do que se passa dentro de si.

Poderia ter sido atriz, pintora, palhaça ou documentarista. Escolheu largar todas essas formações e ficar-se pela revelação em Blueprint, e dizer isto é bem pouco.

Gosta de experimentar, brincar com o material, com o que tem à frente sem se preocupar em deixar algo bonito, prefere antes que seja um reflexo da liberdade mental que está praticamente em modo de exorcismo.

***

“Por entre pessoas que inconscientemente se tornaram objectos, respira aquele que lhes absorve a alma, que lhes controla a identidade para não se dar ao chão andante a possibilidade de controlar.”

manipulac3a7c3a3o-37x26cm-cianotipia-aguarela-e-caneta-sobre-papel-aguarela-2015.jpg
Manipulação | 2015 | Cianotipia, Aguarela e caneta sobre papel aguarela

***

“As figuras coexistem no espaço das telas como mapas de mensagens a descodificar.”

Chama-lhe a “brincadeira da criação” onde não existem rumos previsiveis. De um modo quase surrealista, Carla Pinheiro pega na folha e deixa que a obra tome conta de si. As formas surgem e vão ganhando o seu significado, o final é imprevisivel, só o futuro o dirá.

A primeira coisa que faz na tela em branco é assinar, a última é dar o título, diz a artista que só no final é que é possível compreender o que a obra está a transmitir, uma obra feita sem pré conceitos, sem julgamento, apenas com liberdade.

O objetivo é trabalhar a simplicidade sem definir conceitos, e o contorno a negro ajuda a separar o que tem de ser lido em conjunto. Aquilo que parece um infinito de figuras encaixadas, que se misturam e quase parecem dançar umas com as outras.

“Não trabalho ‘A’ para transmitir uma mensagem a ‘B’.”

Carla Pinheiro é o tipo de artista que contrasta, as suas obras são para os que estão habituados aos artistas mais coloquiais e precisam de olhar por uma janela um pouco diferente. Um conceito diferente de arte cujo objetivo principal não é o de carregar ou refletir um tema pensado e trabalhado numa tela, mas sim ao contrário, deixar que seja um momento de carpe diem a decidir o que vai sair e que vai ser representado.

Adepta de novos desafios e novas experimentações, começou com a pintura a óleo, mas acumularam-se as telas inacabadas, passou para o cianotipia onde se tem mantido. Entretanto continua sempre a sair da sua zona de conforto para dar novas asas à inovação do seu trabalho e já começou a experimentar a pigmentação como próximo passo.

***

Carla Ribeiro | Pure Love' - 2018 - 130x170cm.jpg
Pure Love’ | 2018 | Cianotipia, goma bicromatada (colagens), aguarela, acrílico, caneta sobre papel canson.

“O silêncio é precioso, parece fazer-nos frente quando tanto amamos, mas a realidade é que no silêncio encontramos momentos, locais, que nos confortam, neste caminho compelido de perda, que nos traz sabedoria. É essa sabedoria que nos faz distanciar do amor puro, mesmo que a vontade original e crua seja de ESTAR PERTO. A essência (alma) é o que nos atrai no outro, e essa só observando com amor, sem julgamento ou crítica. Podemos senti-lo ao primeiro olhar, mas isso não é “amor à primeira vista”, é mais que isso… Vai além disso! É um amor de alma! É a natureza íntima que deve ser contemplada de olhos fechados… É por isso que o amor e a beleza nunca o abandonarão, apesar de todas as formas do mundo exterior o fazerem. O amor puro entranhado no meu corpo e alma. Sendo ele puro, não pode ser senão livre… Na consciência do ‘eu’ que o observa!”


Biografia: Carla Pinheiro.jpg

“Eterna apaixonada pelo mundo das artes, pela simplicidade de expressão e a criatividade.”

Nasceu em Lisboa em 1976.

Frequentou o curso de operador de câmara e repórter na ETIC. Três anos de pintura na Sociedade Nacional de Belas Artes. Ainda fez outras formações na área de teatro, palhaço que lhe trouxeram um nova visão sobre a vida que existe além da sua. Participou em peças de teatro, já fez instalações, performances e claro, muitos trabalhos de artes plásticas.


 

Referências:

Facebook de Carla Pinheiro

Instagram de Carla Pinheiro

Portugart

Cyber Jornal

Zet Gallery

CTRL ALT RUA

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.