Absolute Duration no Carpe Diem Arte e Pesquisa

Miguel Branco (PT), Michael Huey (US), e Wolfgang Wirth (AT) apresentam Absolute Duration, exposição patente no Carpe Diem Arte e Pesquisa, em Lisboa, desde 29 de abril até 24 de junho de 2017.

Absolute Duration —  o título tem como ponto de partida o ensaio de Sigmund Freud On Transience —  é um projecto de exposição resultante da colaboração entre Miguel Branco (PT), Michael Huey (US), e Wolfgang Wirth (AT), concebido para a Carpe Diem Arte e Pesquisa, ocupando cinco salas do Palácio Pombal em Lisboa.

Em resposta à sequência de espaços, cada artista criou/seleccionou trabalhos que alinham com o estado particular de conservação do edifício: o resultado é uma teia de intervenções que — tomando lugar em cada uma das salas —funciona no seu todo como uma instalação caleidoscópica e interconectada.

A natureza fragmentária do palácio e a sua grandeza, criam resonâncias várias não apenas com a história da arte e com um passado arquitectónico/histórico, mas sugerem também — com o desfilar de paredes danificadas, azulejos desaparecidos, elementos estruturais expostos e vestígios de papel de parede — algo como a própria memória do espaço, parcialmente revelada.

O visitante encontra-se sob um solo instável, confrontado com a precaridade do espaço e da sua conservação, a sua disfuncionalidade espacial e o seu estado de decadência. A percepção do espaço, fragmentado em múltiplas camadas, torna-se uma experiência profundamente inquietante.

A abordagem dos artistas ao espaço é uma tentativa (bem entendida como algo destinado ao fracasso) de melhorar estas circunstâncias e de arranjar estas falhas através de uma provisória “remodelação”: oferecendo divisões que se apresentam como mobiladas — em teoria — mesmo se permanecendo absurda e completamente inabitáveis. Painéis de parede que se encontravam removidos são agora cobertos por espelhos, um quarto é forrado a papel de parede, quadros são pendurados, mobílias são trazidas e dispostas nos espaços. Nenhuma destas medidas, no final, disfarça os sinais de uma disfunção; pelo contrário, sublinham e tornam mais evidente essa realidade.

Ao serem trazidas para o espaço da Carpe Diem no piso térreo das salas do Palácio Pombal, as obras estabelecem parâmetros provisórios para si próprias, habitando o espaço e tomando-o como sua casa, sabendo no entanto, que um estado de “Duração Absoluta” é inatingível.

Paralelamente a este projecto em colaboração, os três artistas apresentam “A Place in the East”, uma exposição de trabalhos sobre papel na Galeria João Esteves de Oliveira em Lisboa.

 


Informações Úteis: Carpe Diem

Carpe Diem Arte e Pesquisa 

 

Entrada Livre

 

Horário:

Quarta-feira a Sábado, das 13h00 às 19h00.

Encerra aos feriados

 

 Morada:

Rua de O Século 79, Bairro Alto, 1200-433 Lisboa, Portugal

 

Transportes:

Metro da Baixa-Chiado

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: