Alice Creischer, na Culturgest

A exposição de Alice Creischer está na Culturgest, em Lisboa desde 4 de fevereiro até 30 de abril de 2017.

 

A par do seu trabalho artístico, que tem vindo a realizar também em colaboração regular com o artista Andreas Siekmann, Alice Creischer (Gerolstein, Alemanha, 1960) tem desenvolvido ao longo dos anos uma incisiva intervenção crítica que se corporiza quer em textos acerca da arte e da instituição da arte na era do capitalismo avançado, quer na curadoria de exposições coletivas em torno do capitalismo e do colonialismo que envolvem um aturado processo de investigação (por exemplo, Violence is at the Margin of All Things, em 2002, ExArgentina, em 2004, e The Potosi Principle, em 2010).

Creischer aborda no seu trabalho realidades complexas através de um método laborioso que se estriba na investigação acerca da atualidade política e económica e das suas raízes históricas, num pensamento associativo e em procedimentos de colagem e montagem.

Exposições individuais como The Greatest Happiness Principle Party (Secession, Viena, 2001), Apparatus for the Osmotic Pressure of Wealth During the Contemplation of Poverty (MACBA, Barcelona, 2008), The Establishment of Matters of Fact e In the Stomach of the Predators (ambas na galeria KOW, em Berlim, respetivamente em 2012 e 2014), entre outras, contribuíram para afirmar Creischer, de forma lenta mas inelutável, como uma artista de enorme relevância.

O núcleo duro desta exposição é um conjunto de novos trabalhos, produzidos desde 2014, que problematizam a chamada “crise da dívida soberana” em vários países europeus, nomeadamente em Portugal, e as políticas de austeridade que lhes estão associadas. A instalação The Greatest Happiness Principle Party, de 2001, que tem como campo de referência a crise financeira na Europa durante a década de 1930, oferece um contraponto a esta nova constelação de obras.

Curadoria: Miguel Wandschneider


 

Informações úteis: culturgest

Culturgest

Alice Creischer

 

Horário:

De terça a sexta-feira das 11h às 18h

Sábados, domingos e feriados, das 11h às 19h

Encerra à segunda-feira.

Guias áudio disponíveis gratuitamente.

 

Morada:

Edifício Sede da Caixa Geral de Depósitos, Rua Arco do Cego, 50, Piso 1, 1000-300 Lisboa

 

Transportes:

Metro de Lisboa, estação Campo Pequeno

Autocarros: Campo Pequeno / Avenida de Berna: 756*
Campo Pequeno / Avenida da República: 727*, 736, 738, 744, 749*, 754* e 783

Praça de Londres: 722 e 767

Avenida de Roma: 735 e 767

*A carreira 756 só funciona ao sábado de manhã. Durante sábados, domingo e feriados as carreiras 727, 749 e 754 não servem a zona do Campo Pequeno.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: