Maria Capelo, na Fundação Carmona e Costa

Deita-te, Levanta-te e agora Deita-te, exposição de Maria Capelo com curadoria de Nuno Faria, está em exposição na Fundação Carmona e Costa, em Lisboa, de 4 de fevereiro até 18 de março de 2017.

Escavar. Revelar. O oculto.

Reunindo um amplo conjunto de desenhos, seguramente a mais extensa recolha de obras de Maria Capelo até à data, esta exposição dá a ver pela primeira vez uma dimensão extraordinariamente importante do trabalho da artista, que nunca é visível – as imagens, fotografias, fotogramas de filmes, e o texto, fragmentos, poemas, passagens inteiras, que são recolhidos no processo de investigação, de construção, vamos dizer assim. Quando olhamos para o desenhos e pinturas não imaginamos que existe esta oficina nos bastidores. Poderíamos pensar, erradamente, que a oficina é o próprio fazer, mas não, aí já se trata de um processo de redução, perto do osso, um esqueleto.

Mas, como se dá a passagem da imagem e do texto para o papel ou a tela? Como se opera, como se verte, a escolha daquilo que se vê?

No fim, subsiste a dúvida – devemos manter em segredo aquilo que é da ordem do segredo ou, pelo contrário, o segredo deve ser revelado para permanecer oculto?

O trabalho de Maria Capelo é secreto por vocação e por convicção. A sua parte de luz, aquela que se dá à visibilidade, é a pintura e o desenho. Ambas afluem e desaguam num denominador comum, uma unidade de medida-padrão, elementar, quintessencial e arquetípica – a árvore.

Poder-se- ia dizer que nada mais há ou poderíamos brincar com as palavras e afirmar que “a árvore esconde a floresta”, mas é mais do que isso; as imagens – as coisas – que Maria Capelo produz revelam e escondem, ao mesmo tempo. Quer dizer, dão-se a ver, na sua estranheza e evidência, na sua materialidade, como o eclipse de si próprias. A repetição produz o desaparecimento, mas esse processo de escavação da forma, a partir da escuridão do interior, engendra também uma espécie de clarividência, a estrutura de um pensamento em que a coisa e a palavra se tornam uma só. Árvore.

Um processo de redução, portanto. Há três lugares, somente, nesta exposição – a palavra exposição é, porém, aqui, um engano, trata-se de um outro lugar. Aquilo que a artista procura é mostrar o interior do que vemos, as nossasvisões, a visão. Por isso, procura muito mais os escritos dos escritores e dos cineastas, do que dos artistas visuais, que tornam clara a relação entre o que se vê, uma atitude realista, e o labor, através da montagem, de reorganização do que se vê. Por isso também a vontade de pintar as paredes do espaço expositivo – para ocupar o espaço, inscrevê-lo como lugar onde se possa dar a ver os desenhos, o acto de desenhar – inscrever traços, linhas, manchas, sobre um fundo – o cenário esquecido da história, lugares que se cumprem em silêncio e em abandono.

Nuno Faria

***

Maria Capelo

Nasce em Lisboa em 1970, cidade onde vive e trabalha. Licenciou-se em Pintura na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa em 1992. Participa e expõe as suas obras em exposições colectivas e individuais. Está representada em diversas colecções e em 2013 recebeu uma bolsa da Fundação Calouste Gulbenkian para a realização do projecto Da Sombra dos Montes no âmbito do Programa “Apoio às Artes Visuais – Projectos de Investigação Artística”.


 

Informações úteis: carmona e costa.gif

Fundação Carmona e Costa

Maria Capelo

 

Horário:

De Quarta a Sábado, das 15h às 20h

 

Morada:

Edifício de Espanha (Bairro do Rego),

Rua Soeiro Pereira Gomes, Lote 1- 6º A e D, 1600-196 Lisboa

 

Transportes:

Metro de Lisboa – estação Sete Rios ou Entrecampos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: