Isidoro Valcárcel Medina, na Culturgest

Grafismos de Fronteira de Isidoro Valcárcel Medina vai estar em exposição na Galeria 1 da Culturgest, em Lisboa, desde 29 de outubro até 8 de janeiro de 2017.

Em 2002, Isidoro Valcárcel Medina (Murcia, 1937) mostrou na Fundació Tapiès, em Barcelona, um arquivo composto por 18.000 fichas que levava ao paroxismo a ideia de retrospetiva como certidão de óbito do artista – era literalmente um monumento fúnebre ao seu trabalho.

Em 2006, realizou, no contexto de uma exposição da Coleção do Museu de Arte Contemporânea de Barcelona, uma obra impossível de ser colecionada: pintou de branco uma enorme parede branca, usando para esse fim um pincel muito fino, e fazendo-se pagar por esse trabalho como um comum pintor de paredes.

Em 2009, durante três meses, o artista propôs ao visitante do Museo Reina Sofia, em Madrid, uma visita guiada áudio à exposição da respetiva coleção que se alheava dos critérios discursivos e de valor estabelecidos pela instituição.

Estes são apenas alguns exemplos da atitude crítica de Isidoro Valcárcel Medina relativamente às convenções que regem a produção, a distribuição e a apresentação da arte. Uma atitude crítica que se manifesta numa apropriação desviante de convenções sociais e culturais, respeitando as suas regras formais, mas subvertendo o seu conteúdo e sentido. O que está em causa na atitude serenamente insubordinada de Isidoro Valcárcel Medina, em última instância, é a questão do indivíduo enquanto sujeito emancipado.

Para esta exposição na Culturgest, ele concebeu um conjunto de obras que questionam a fronteira, mais concretamente a fronteira geográfica entre Portugal e Espanha, como construção política e cultural que nos constitui enquanto indivíduos.

Curadoria Miguel Wandschneider


Informações úteis:culturgest

Culturgest

 

Horário:

De terça a sexta-feira das 11h às 18h

Sábados, domingos e feriados, das 11h às 19h

Encerra à segunda-feira.

 

Entrada:

2€ / Entrada gratuita aos domingos

Guias áudio disponíveis gratuitamente.

 

Morada:

Edifício Sede da Caixa Geral de Depósitos,

Rua Arco do Cego, 50, Piso 1, 1000-300 Lisboa

 

Transportes:

Metro de Lisboa, estação Campo Pequeno

Autocarros: Campo Pequeno / Avenida de Berna: 756*
Campo Pequeno / Avenida da República: 727*, 736, 738, 744, 749*, 754* e 783

Praça de Londres: 722 e 767

Avenida de Roma: 735 e 767

*A carreira 756 só funciona ao sábado de manhã. Durante sábados, domingo e feriados as carreiras 727, 749 e 754 não servem a zona do Campo Pequeno.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: